Albuquerque satisfeito com a produção de castanha

foto facebook Governo Regional
O presidente do Governo Regional foi à Festa da Castanha e enalteceu o “sucesso” que a produção de castanha está a ter, segundo disse.
A praga que afectou os castanheiros madeirenses foi, entretanto, debelada, referiu. Miguel Albuquerque lembrou que em 2021 se atingiu uma produção na ordem das 120 toneladas, acima das 96 toneladas habituais antes do aparecimento da “vespa do castanheiro” (que levaria a um abrandamento substancial da produção), e este ano a produção deverá, tudo o indica, ser ainda superior, refere uma publicação oficial do Governo.
As palavras do chefe do executivo regional foram proferidas na tarder do dia de Todos-Os-Santos, no Curral das Freiras, na 38ª edição da Festa da Castanha, retomada presencialmente e com todas as atividades e animação após dois anos, devido à pandemia provocada pela COVID-19.
A chuva foi uma constante, mas o evento continuou a decorrer, com a animação prevista, tendo apenas sido adiado, para domingo, o cortejo alegórico, refere a mesma publicação, efectuada na página oficial do GR na rede social facebook.
A comitiva, integrada também pelos governantes com as pastas da Agricultura, caso de Humberto Vasconcelos, e pelos presidentes da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho e da Junta do Curral, Manuel Salustino – visitou as barracas instaladas no local.
Albuquerque declarou aos jornalistas que esta festividade já não se realizava nos moldes habituais há dois anos, e que as pessoas estavam “ansiosas” pela mesma. Daí a presença de muito público.
O Curral das Freiras continua a ser “um dos maiores pólos turísticos da Região” assegurou.