Deputados do PSD dizem que vai ser reforçado apoio aos sem-abrigo

O Grupo Parlamentar do PSD reuniu-se com a presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira, para falar do Plano Regional para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo (PRIPSSA 2018-2022) e as medidas de intervenção ao nível desta questão social.

Com base nas informações veiculadas, a deputada Rubina Leal refere que, neste momento, “estão a ser reforçadas as medidas de acção no terreno, concretamente ao nível do acompanhamento, quer no acréscimo das equipas de rua, quer do alargamento do horário em que o mesmo é efectuado”.

Segundo disse, já foram lançados concursos, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), para a constituição de quatro equipas de rua e a aquisição de uma carrinha eléctrica, assim como para a criação de um centro de acolhimento nocturno, a requalificação de espaços para atendimento de emergência, a construção de balneários e lavandarias, a requalificação de um refeitório e cantina social e a criação de um ateliê ocupacional.

Estas equipas serão constituídas pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), através de protocolos com o Instituto de Segurança Social da Madeira, à semelhança do que existe at actualmente.

A deputada afirmou, ainda que, neste momento, são três as instituições que actuam nesta área: a Associação Protetora dos Pobres (APP), o Centro de Apoio aos Sem-Abrigo (CASA) e a Assistência Médica Internacional (AMI), as quais têm vindo a ter um apoio financeiro reforçado nos últimos anos.