CMF anuncia pavimentação da Estrada Monumental, que durará cerca de um mês

A Câmara Municipal do Funchal veio hoje informar aos munícipes que principiará no próximo dia 10 de Setembro (segunda-feira), a empreitada de pavimentação da Estrada Monumental, entre a Rotunda da Assicom e a Rua José António de Freitas Gonçalves, a qual se prolongará por cerca de um mês.

De forma a minimizar os constrangimentos rodoviários neste troço, a intervenção será realizada em três fases, adaptando a circulação rodoviária consoante o desenvolvimento da obra, mas mantendo sempre a circulação nos dois sentidos. Estas alterações, diz a CMF, serão as seguintes:

FASE 1 – Interrupção do troço sul da Estrada Monumental, entre a Rotunda da Assicom e a Rua do Cabrestante – A circulação rodoviária na Rotunda da Assicom, no sentido este-oeste, será realizada no troço norte da rotunda, ao passo que, no sentido oeste-este, será realizada no troço sul da rotunda, dando acesso ao troço norte da Estrada Monumental, onde será efectuada a circulação nos dois sentidos de circulação, até a Rua José António de Freitas Gonçalves.

FASE 2 – Interrupção do troço sul da Estrada Monumental, entre a Rua do Cabrestante e a Rua José António de Freitas Gonçalves – A circulação rodoviária na Estrada Monumental manter-se-á nos dois sentidos de circulação, no troço norte da Estrada Monumental, entre a Rotunda da Assicom e a Rua José António de Freitas Gonçalves. A circulação no troço sul da Estrada Monumental, a este da Rotunda da Assicom, apenas será permitida para a moradores e acesso à Rua do Cabrestante.

FASE 3 – Interrupção do troço norte da Estrada Monumental, entre a Rotunda da Assicom e a Rua José António de Freitas Gonçalves – A circulação rodoviária, entre a Rotunda da Assicom e a Rua José António Gonçalves, será efectuada nos dois sentidos de circulação do troço sul da Estrada Monumental. A circulação no Caminho do Amparo, entre a Rua dos Piornais e a Estrada Monumental, será realizada nos dois sentidos.

Devido aos constrangimentos previstos, solicita-se que seja evitada a circulação junto à intervenção, sendo utilizada como alternativa a Rua João Paulo II, Rua Velha da Ajuda e Rua do Vale da Ajuda.

A CMF solicita a todos os condutores “a melhor compreensão e habitual colaboração no cumprimento da sinalização temporária existente no local, apresentando-se, para melhor compreensão, a planta da circulação alternativa para cada fase de obra”.