Entrevista a Rui Barreto (parte 4 e última): “Facadas nas costas são atos de gente fraca”

Num registo mais informal, o novo líder do CDS-Madeira aceitou o desafio do Funchal Notícias em responder a perguntar fora da caixa.

Complete as frases:

-Um bom resultado do CDS-M nas Regionais de 2019 é… afirmar as ideias do partido, reforçando a nossa presença e relevância na sociedade da Madeira

-Quando era pequenino queria ser… igual ao meu pai

-Sou candidato a presidente do Governo Regional porque... entendo a política como uma missão de serviço público

-A Assembleia Regional não é um “bando de loucos” porque… representa todos os cidadãos da Região, tendo muitos deputados com qualidade.

-Fico aborrecido quando… situações injustas se impõem

-Soube bem votar contra o Orçamento de Estado em novembro de 2013 porque... senti que cumpri na íntegra o meu dever e os meus compromissos para com os cidadãos que me elegeram

-António Costa tem sido um mau primeiro-ministro para a Madeira

-Sempre que falam do “partido do táxi” fico… triste por perceber que na política, nem sempre os melhores (Adriano Moreira) conseguem os melhores resultados

-A Igreja é… parte essencial da sociedade Madeirense e Portuguesa

-Donald Trump é… alguém em quem eu não votaria

-Facadas nas costas são… atos de gente fraca. Só os fracos atacam pelas costas.

-A minha música favorita é… sobretudo portuguesa

-A TAP é... uma companhia que deve seriamente repensar o serviço que vem prestando à Madeira

-Vou passar férias… em família, porque preciso de tempo para estar com aqueles de que mais gosto, a minha mulher e os meus três filhos