“Clean Up the World” recolheu 5.450 Kg de resíduos

A edição deste ano da campanha “Clean Up the World – Limpar o Funchal do mar à serra”, quando comparada com as dos dois anos anteriores, não só  teve mais voluntários a participar, como também recolheu mais resíduos, refere um comunicado da CMF. 

A campanha deste ano contou com um total de 1284 voluntários (460 adultos e 824 crianças/adolescentes). Paralelamente a este grupo, participam também os colaboradores do Departamento de Ambiente com uma acção de limpeza num terreno camarário, bairro social e num ribeiro.

Na acção desenvolvida por todos os participantes foram recolhidos cerca de 5450Kg de resíduos, onde 720kg eram Resíduos Urbanos (recicláveis e indiferenciados), Resíduos Verdes – 3750Kg, RCD’s – 370kg e Metal – 610Kg.

Em 2021, associaram-se a esta campanha 1229 participantes, sendo recolhido cerca de 5300kg de resíduos.

No ano de 2020, e em virtude da pandemia COVID-19 apenas participaram 97 voluntários conjuntamente com o Departamento de Ambiente. Na acção desenvolvida por todos os participantes foram recolhidos cerca de 4500Kg de resíduos.

Em 2019, participaram cerca de 1376 voluntários, sendo recolhidos 6000 kg de lixo. No ano de, 2018, participaram cerca de 1000 voluntários, sendo recolhidos 1900 kg de lixo. No ano anterior, 2017, no Funchal associaram-se 1216 voluntários e foram recolhidos, pelos serviços camarários, 2430 kg de lixo. Em 2016, no Funchal, associaram-se 1276 voluntários e foram recolhidos, 4.500 kg de lixo, sendo que em 2015, na mesma campanha, associaram-se 879 voluntários e foram recolhidos 4.200 kg de lixo e em 2014, no Funchal, associaram-se 843 voluntários e foram recolhidos 2.820 kg de lixo.

Este ano a instituição parceira da CMF, neste campanha, foi o Hospital da Luz, sendo ainda de destacar  a participação das Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar do Monte, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar do Areeiro e Lombada, Escola Profissional Atlântico, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar Visconde Cacongo, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar da Ajuda, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar e Creche dos Louros, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar do Boliqueime, Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco, Colégio da Rochinha, Escola Profissional Cristóvão Colombo, Instituto para a Qualificação IP-RAM – Centro de Formação Profissional da Madeira, Infantário Semi-Internato de Santa Clara, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar com Creche de Santo Amaro, Externato São João, Escola Maria Eugénia Canavial, Escola da APEL, Escola Básica com Pré- escolar Dr. Eduardo Brazão de Castro, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar do Ribeiro Domingos Dias, Externato Apresentação de Maria, Escola Secundária Jaime Moniz, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar de Santo António e Curral das Freiras, Infantário da Fundação Santa Luísa de Marillac, Colégio dos Salesianos, Escola Profissional Francisco Fernandes, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar dos Ilhéus, Escola Básica do 1º ciclo com Pré-Escolar da Cruz de Carvalho. Todos estes estabelecimentos de ensino actuaram na sua respectiva área circundante, num total de 824 crianças/adolescentes e 111 adultos.

Participaram activamente neste iniciativa  as Juntas de Freguesia do Monte, de São Pedro, de São Roque, do Imaculado Coração de Maria, de São Martinho, de Santo António, a Guarda Nacional Republicana (GNR) – Posto de Proteção e Socorro da Madeira (PPSMadeira), da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS), o Exército (Regimento de Guarnição n.º 3), a Policia de Segurança Pública (PSP) – Policiamento Proximidade Funchal, os Bombeiros Voluntários Madeirenses (BVM), os Bombeiros Sapadores do Funchal (BSF), o Parque Ecológico do Funchal, a FrenteMar Funchal, o Ginásio de São Martinho, o Ginásio de Santo António, o Ginásio da Barreirinha, o Centro Comunitário do Funchal, a Associação de Desenvolvimento de Santo António (ASA), bem como os moradores dos conjuntos habitacionais, da Sociohabita Funchal, da Câmara Municipal do Funchal (Santo Amaro – Centro Musica@arte, Pico dos Barcelos, Galeão e Quinta Falcão).