Estepilha: tirando os assaltos à facada, os funchalenses podem andar tranquilos

Nem todos os que se dedicam a assaltos dormem na rua. Mas vários, sim. O dono desta loja já foi agredido com três pontapés na cabeça, por um indivíduo que lá dormia.

Ainda bem que, segundo reunião recente dos deputados do PSD com a Polícia, “a situação dos ‘sem-abrigo’ e das pessoas que fazem a sua vida na rua” (leia-se, drogados, álcoólatras e ladrões em part-time) “está perfeitamente identificada, caracterizada e quantificada”. Caso contrário, à luz do assalto com facadas que ocorreu hoje na Rua João de Deus, as pessoas podiam sentir a sua segurança em risco…

Conforme foi noticiado por dois matutinos regionais, sem direito a recepção, no FN, de nota informativa relativa ao assunto por parte das entidades competentes, ocorreu uma tentativa de assalto na manhã deste domingo na Rua João de Deus, causando ferimentos graves num indivíduo com 47 anos de idade. Isto ainda antes das 8 da manhã. O assaltado acabou esfaqueado no pescoço, e foi transportado numa ambulância dos bombeiros para o Hospital.

O FN tem insistentemente denunciado a degradação e o ambiente de insegurança naquela artéria e nas circundantes, devido a múltiplos indivíduos que dormem e/ou frequentam as imediações, marginalizados da vida normal em sociedade, e alienados devido ao vício do álcool ou à toxicodependência, que por vezes se dedicam a assaltos ou vandalismo. Mas as denúncias têm sido minimizadas, inclusive pela PSP, cujo comandante recentemente chegou mesmo a dar conta de uma diminuição na criminalidade, verberando as notícias de cariz “alarmista”.

Estepilha: ainda bem que podemos andar tranquilos, dizemos nós…