CDU denuncia aumento galopante dos custos no sector primário

A CDU realizou uma acção de contacto com a população, para abordar o aumento galopante do custo dos produtos que são fundamentais para o desenvolvimento das actividades do sector primário, nomeadamente os produtos agrícolas.

No decurso da acção política, no Mercado do Estreito de Câmara de Lobos, o deputado, Ricardo Lume, insistiu m que os madeirenses estão a ser confrontados com um aumento brutal do custo de vida, condicionando o poder de compra da generalidade da população e aumentando os custos de produção.

“Muitos são os produtores da nossa Região que estão preocupados  com estes aumentos do custo dos produtos que podem condicionar  o desenvolvimento da produção agrícola na Região e o aumento dos preços dos produtos alimentares para os consumidores finais”, disse.

Já no decurso do ano de 2021 os custos com a produção agrícola tiveram aumentos substanciais com um aumento de 58% nos adubos e 18% na energia, tendência que mantém-se em 2022.

Na  Região, de Janeiro de 2021 para Janeiro de 2022,  por exemplo o  preço do adubo agrícola aumentou de 9,99€ para 20,80€  o que representou um acréscimo  de 108%.

Esta realidade coloca grandes dificuldades aos agricultores que mesmo antes destes aumentos do custo de produção, já tinham grandes dificuldades em manter a sua actividade, salienta a CDU.

O Governo Regional, para os comunistas, deve usar o seu “poder de regulação dos preços” e bem assim garantir apoios extraordinários para a actividade agrícola.