CDS emite voto de congratulação a propósito do Dia Mundial da Terceira Idade

O grupo parlamentar do CDS-PP na ALRAM apresentou um voto de congratulação pelo  Dia Mundial da Terceira Idade, que hoje se celebra. O seu principal objectivo é sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e a necessidade de proteger e cuidar da população mais idosa.

A efeméride, estabelecida pelas Nações Unidas (ONU), pretende também, chamar à atenção para os problemas sociais, financeiros e afectivos com que a população idosa se defronta todos os dias.

“Na realidade, muitos dos nossos idosos vivem em carência económica, muitos deles em lares de terceira idade ou isolados em suas próprias casas. Tendo em conta que, na maior parte das famílias, todos os membros exercem a sua actividade profissional fora de casa, torna-se cada vez mais difícil e incomportável garantir a permanência do idoso no seio familiar, especialmente daqueles que necessitam de cuidados especiais. Neste sentido, encontrar respostas que garantam o bem-estar dos idosos, tem-se revelado um grande desafio”, constatam os centristas, que consideram que “urge combater a solidão e o isolamento social da população com 65 anos ou mais (…)

A Madeira, refere o CDS, tem a percentagem de idosos mais elevada do país e, este facto deve-se essencialmente à queda da natalidade e ao aumento da longevidade. Neste sentido, é fundamental que estas pessoas mais idosas possam manter uma qualidade de vida aceitável para que continuem a assegurar os seus contributos na sociedade, uma vez que pessoas idosas activas e saudáveis, constituem um importante recurso para as suas famílias, para a comunidade e para a economia de um país.