Confraria Enogastronómica da Madeira recebeu excerto da videira mais antiga do mundo

A Confraria Enogastronómica da Madeira esteve presente na Eslovénia, na passada semana, onde recebeu o excerto da Videira mais Antiga do Mundo e o respetivo certificado das mãos do presidente do Município de Maribor, Sašo Arsenovičem, e do zelador desta planta centenária, Stanet Kocutar.

A Confraria havia sido uma das 5 instituições contempladas com esta doação em março deste ano, mas em virtude da situação pandêmica não foi possível realizar a tradicional cerimónia pública de entrega, que ocorre habitualmente em abril.

O presidente de Maribor manifestou o seu contentamento pelo excerto ir morar no meio do Atlântico, na Ilha Madeira, terra que conhece, em particular, pela qualidade dos seus vinhos.

Os confrades madeirenses felicitaram a abertura da cidade de Maribor, em partilhar este património e por promover desta forma a solidariedade, a fraternidade e a paz entre os povos.

Estes prontificaram-se a cuidar muito bem deste descendente da antiga videira e a dar a conhecer na Região a história desta planta com mais de 450 anos, ficando em aberto a possibilidade de novos intercâmbios, nomeadamente a participação de produtores de vinhos de ambas regiões nos eventos vínicos das mesmas.

Ainda no decorrer desta deslocação, a comitiva madeirense, reuniu-se com a sua congénere eslovena, a Združenje Slovenskega Reda Vitezov Vin, onde deu a conhecer e a provar: o histórico Vinho Madeira, e a sua origem no “Vinho da Roda”; a recente aposta nos vinhos tranquilos, brancos, rosés e tintos e por fim, os legados do ciclo do açúcar, nomeadamente o Rum Agrícola da Madeira e o conventual Bolo de Mel, que delícia os madeirenses, em particular no Natal.

Com todos estes motivos, os madeirenses exortaram os eslovenos a uma futura visita à Região Autónoma Madeira, agora, acrescido da necessidade de ver in loco o desenvolvimento do pé de vinha doado.