SRTC preocupada com postos de trabalho na Groundforce

O Governo Regional da Madeira, através da Secretaria Regional de Turismo e Cultura, manteve contacto com a empresa Groundforce Portugal através da sua estrutura regional e em sequência dirigiu um ofício ao Ministro da tutela, na defesa da manutenção da empresa em actividade e dos respectivos postos de trabalho.

No ofício enviado, o secretário regional de Turismo e Cultura apela à necessidade de se encontrar uma solução urgente que permita a manutenção da empresa em actividade, refere uma informação à comunicação social.

Eduardo Jesus recorda que “apenas duas empresas de handling operam nos aeroportos da Região, tendo a Groundforce uma quota de mercado maioritária, que correspondeu, em 2019, à assistência a mais de 6.500 rotações, a 1,5 milhões de passageiros e 1,2 milhões de volumes de bagagens”.

O governante refere o forte impacto que esta situação está a causar em mais de duzentas famílias regionais ( onde se incluem mais de uma dezena de casais) que dependem da Groundforce Portugal  por ali exercerem a sua actividade profissional, motivo de relevância superior para que se alcance a normalidade, na maior brevidade.