Comunistas querem criar a Área de Paisagem Protegida dos Salgados

O PCP deu entrada ontem na ALRAM com um Projecto de Decreto Legislativo defendendo a criação da “Área de Paisagem Protegida dos Salgados”.

O sítio dos Salgados, na freguesia da Camacha, concelho de Santa Cruz, constitui o núcleo populacional mais antigo da freguesia, apresentando traços singulares da interação harmoniosa entre o Homem e a Natureza ao longo dos tempos, referiu Ricardo Lume. “É aqui que está localizado um núcleo de arquitectura popular, com casas de alvenaria com a tradicional “pedra dos salgados”, veredas calcetadas, construções que importa recuperar e manter como património, podendo constituir a base para o desenvolvimento de um tipo de turismo com características rurais, e para a divulgação da imagem patrimonial e cultural da Região Autónoma da Madeira na preservação da sua memória colectiva”, salientou.

O vale onde se situa o sítio dos Salgados beneficia, ainda, de um microclima envolvente, particularmente propício ao desenvolvimento e à regeneração de muitas espécies que compõem a laurissilva, plantas que importa salvaguardar, sendo de ter em consideração também a existência a de uma das mais importantes ribeiras da Região Autónoma da Madeira, a Ribeira do Porto Novo, que corre pelas freguesias da Camacha, Caniço e Gaula, diz o partido.

“Tornar o sítio dos Salgados uma área de paisagem protegida constituirá um elemento de grande importância para a defesa do meio ambiente, do património e para o desenvolvimento ordenado do meio rural, pois permite que as populações ali residentes e, mais concretamente, os jovens, possam desenvolver actividades ligadas à agricultura e ao meio rural, fixando-se na sua terra e contribuindo activamente para a preservação e valorização das característica das paisagens naturais, humanizadas e a diversidade ecológica que caracteriza aquela zona da freguesia da Camacha”.