Prepara-se o POC para prevenir contra alterações climáticas, garantiu Susana Prada

Realizou-se na passada quinta-feira a primeira reunião da Comissão Consultiva de acompanhamento da elaboração do Programa para a Orla Costeira da Madeira (POC). Trata-se de um plano orçado em 330 mil euros, visando o desenvolvimento sustentável do litoral, e que deverá estar concluído dentro de 18 meses.

Na ocasião a secretaria regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, salientou as mais-valias deste documento, um dos objetivos plasmado no Programa do Governo.

Segundo explicou Susana Prada, o POC da Ilha da Madeira visa o “desenvolvimento sustentável e equilibrado do litoral, salvaguardando os valores naturais ao mesmo tempo que protege pessoas e bens” assegurou, frisando que todos os 10 municípios estão envolvidos desde o primeiro momento através da comissão consultiva.

Depois do Porto Santo, após a conclusão do POC Madeira, a Região ficará mais adaptada às Alterações Climáticas, nomeadamente no que diz respeito à subida do nível médio do mar, garantiu.

A Comissão Consultiva de acompanhamento da elaboração do Programa para a Orla Costeira da Madeira é constituída por representantes das seguintes entidades: Direcção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas; Direcção Regional do Ordenamento do Território; as 10 Câmaras da ilha da Madeira; APRAM – Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira, S.A.»; Capitania do Porto do Funchal; Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP-RAM; Direcção Regional de Pescas; Direcção Regional do Mar; Direcção Regional de Agricultura; Direcção Regional de Juventude; Direcção Regional de Desporto; Direcção Regional do Turismo; Direcção Regional da Cultura;  Direcção Regional do Equipamento Social e Conservação; ARDITI/Observatório Oceânico da Madeira; Serviço Regional de Protecção Civil, IP-RAM; SANAS – MADEIRA; ANA – Aeroportos de Portugal; Águas e Resíduos da Madeira, S.A.; ACIF – Câmara do Comércio e Indústria da Madeira e AREAM – Agência Regional da Energia e Ambiente.