RIR totalmente contra a constituição de uma Polícia Municipal no Funchal

O deputado independente e coordenador do RIR Madeira, reúne-se hoje pelas 14h30h com o presidente da Câmara Municipal do Funchal, para reafirmar uma vez mais, que está contra a criação de uma Policia Municipal no Funchal.

O RIR diz ter conhecimento que a criminalidade está a crescer na urbe. Porém, existem a PSP, a GNR, a Polícia Judiciária e outras forças de segurança, o que no entender do RIR, são mais que suficientes para garantir a segurança dos funchalenses. “Basta que lhes dêem mais poder e autoridade e que lhes mostrem reconhecimento pelo seu trabalho, o que infelizmente não acontece”, criticou.

Todos sabemos que o interesse nesta polícia, não é a segurança dos funchalenses, mas sim o interesse de criar uma «máquina de fazer dinheiro», para encher os cofres da Câmara Municipal e arranjar uns tachos, com salários milionários para alguns amigos. O mesmo que aconteceu nas empresas municipais, Frente Mar e Sociohabita, acusou.

Roberto Vieira considera “inadmissível que numa altura de grandes dificuldades para os funchalenses, muitos com salários em atraso, outros a receber menos e ainda mais grave, os que caíram no desemprego”, a CMF esteja preocupada com a criação de uma Polícia Municipal “que não fará outra coisa que não seja perseguir os comerciantes e os funchalenses em geral, tendo um único objectivo, encher os cofres municipais”.

“Este investimento, que a Câmara Municipal quer fazer, será na ordem das centenas de milhar de euros, um investimento que só servirá o interesse de alguns amigos e que canalizará centenas, se não milhões de euros para uma área que não é importante para a nossa cidade”, queixa-se o RIR.

O RIR desafia a Câmara Municipal do Funchal, a investir parte deste dinheiro noutras áreas, nomeadamente na área social e a poupar parte destas verbas para acudir as pessoas.