Governo de Albuquerque manifesta “satisfação e orgulho” pela eleição do madeirense D. José Ornelas Carvalho

O presidente do Governo Regional e o Governo Regional manifestam publicamente “a sua satisfação e o orgulho de toda a Região” pela eleição, hoje, do madeirense D. José Ornelas Carvalho, bispo de Setúbal, para novo presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

Miguel Albuquerque recorda, a propósito as origens do prelado numa família profundamente cristã e recorda a “excelência” do seu percurso religioso, iniciado na Madeira, enfatizando o sucesso de todas as suas Missões na Igreja Católica.

O governante destaca ainda o facto de o agora presidente da Conferência Episcopal Portuguesa ser uma das vozes mais activas da Igreja no combate à injustiça social. Tem, afirma, sido crítico acérrimo de fenómenos como o racismo, a injustiça e a exclusão, prevalecendo no seu discurso a defesa de valores do Cristianismo e da Humanidade. Aliás, como se viu, na Páscoa, quando, em homilia, sugeriu ao País para que aprenda lições de pandemia e combata o vírus do egoísmo.

José Ornelas Carvalho é bispo de Setúbal desde 2015 e foi hoje escolhido em assembleia plenária de 28 bispos portugueses, reunida desde segunda-feira em Fátima, como o novo responsável da Igreja portuguesa.

O prelado setubalense tem 66 anos e é natural do Porto da Cruz, na Madeira. Vai agora liderar a CEP no próximo triénio, 2020/2023, sucedendo ao Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. Até aqui, o bispo nascido na Região era vogal do conselho permanente da CEP.

Dom José Ornelas Carvalho foi sacerdote da Congregação do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos) e, desde 2015, é Bispo de Setúbal. Missionário, Professor de Teologia, Superior Provincial e, depois, Superior Geral da sua Congregação.