Associação de Folclore e Etnografia realizou reunião para debater actividade dos grupos

A Associação de Folclore e Etnografia da Madeira (AFERAM), reuniu-se ontem online com os seus associados, para discutir a actividade actual dos grupos de folclore no arquipélago e a possível retoma, tendo em conta os condicionamentos impostos pelas entidades de saúde e Governo Central e Regional, relativamente à pandemia em curso.

A Associação, em consonância com a Federação de Folclore Português, aconselhou o cancelamento de todos os espectáculos, nomeadamente os festivais de folclore até 30 de Setembro. Algumas actividades ou mesmo ensaios podem ser retomados, mas condicionados a um número mínimo de elementos, ao distanciamento social, ao uso de máscaras e à desinfecção e limpeza dos espaços.

Os associados mostraram-se preocupados com o facto de algumas entidades oficiais não contemplarem os apoios e protocolos previstos para este ano, lembrando que estas associações têm mantido um forte papel social e educativo nas suas comunidades, para além de as representarem ao longo dos anos, e continuam a ter despesas, mesmo sem nenhum rendimento, pois os espectáculos foram cancelados, refere uma nota às Redacções.

Foram ainda enunciados os projectos que estão ser desenvolvidos pela associação, as edições dos cadernos de folclore previstas, a parceria com o Xarabanda no levantamento dos charambistas e tocadores de cordofones, a parceria com Federação de Folclore Português na implementação de um curso de Pós-graduação em Património Cultural Tradicional e Popular Português, na Madeira.

A Associação disponibiliza ainda apoio aos associados, nomeadamente para o processo técnico digital, via videoconferência, através de marcações pelo email aferam.madeira@gmail.com. Foi marcado um encontro para o dia 2 de Julho, para um novo balanço.