CDU denuncia “cumplicidade do PSD e do PS com práticas de precariedade laboral”

 A CDU realizou uma acção de contacto com trabalhadores, para denunciar “cumplicidade do PDS e do PS com práticas de precariedade laboral”. Junto ao Call Center PT na Avenida Zarco, o deputado da CDU, Ricardo Lume, declarou que “o PSD de Miguel Albuquerque e o PS e seu procurador Paulo Cafôfo, são cúmplices de mais um atentado feito aos direitos laborais de todos os trabalhadores do País e em particular os da Madeira e do Porto Santo”.

O comunista referia-se às alterações recentemente realizadas à legislação laboral, com os votos favoráveis de todos os deputados do PSD e do PS incluindo os eleitos pelo círculo eleitoral da Madeira, e que no seu entender “vem permitir que se perpetuem práticas de precariedade”.

Como exemplo, citou o Call Center da Altice, “onde existem trabalhadores que estão há mais de 10 anos a desempenhar necessidades permanentes só que os seus contratos são renovados de 15 em 15 dias. Recentemente o presidente do Governo Regional Miguel Albuquerque saudou a criação de 80 posto de trabalho no Call Center da Altice. Pena foi ter se esquecido de referir que estes 80 trabalhadores têm vínculos precários”, criticou o porta-voz desta acção.

“Quando estão juntos dos trabalhadores, tanto Miguel Albuquerque do PSD como o PS e o seu procurador Paulo Cafôfo mostram-se preocupados com as condições de quem trabalha, mas quando está em causa na Assembleia da República e na Assembleia Regional, garantir os direitos laborais para quem vive da sua força do trabalho, votam sempre ao lado do interesse do patronato e dos grandes grupos económicos”, acusa a CDU, que aponta: “(…) são verdadeiros lobos com pele de cordeiro (…)”.