CDU salienta aprovação de proposta de sua iniciativa para garantir subsídio de insularidade aos trabalhadores das empresas municipais do Funchal

A CDU esteve na manhã de hoje junto ao Complexo Balnear da Ponta Gorda, para, pela voz de Herlanda Amado, insistir nos direitos dos trabalhadores das empresas municipais do Funchal, e salientar que os mesmos foram defendidos particularmente pela acção da CDU.

“Após garantida a justa reivindicação da reposição das 35 horas aos trabalhadores das empresas municipais do Funchal, era inaceitável que o direito ao subsídio de Insularidade ainda não fosse garantido pelo Município a estes trabalhadores”, lembrou Herlanda Amado.

Esta representante partidária salientou que, na passada sexta-feira, dia 29 de Junho, a CDU apresentou na Assembleia Municipal do Funchal uma Resolução visando garantir que a Câmara Municipal do Funchal desencadeasse todos os mecanismos necessários para que fosse garantido o pagamento do subsídio de Insularidade a todos os trabalhadores das empresas municipais, SOCIOHABITA FUNCHAL e FRENTE MAR FUNCHAL, com efeitos retroactivos a 01 de Janeiro de 2018.

ACDU congratulou-se com o facto de esta proposta ter sido aprovada por maioria, tendo votado contra a “Coligação Confiança”, que sustenta o actual executivo camarário.

“Existem os que defendem os trabalhadores, e depois existem os outros”, conclui a CDU.