Polícia, UCAD e alunos de enfermagem foram à “Gastronómica” sensibilizar para consumos

Alcool sensibilização B
Alunos da Escola Superior de Enfermagem São José de Cluny, acompanhados pelo professor Filipe Pires, foram ontem a Machico sensibilizar os jovens para os consumos.

A Polícia de Segurança Pública, a Unidade Operacional de Intervenção em Comportamentos Aditivos e Dependências (UCAD) e alunos de enfermagem da Escola Superior São José de Cluny, estiveram ontem em Machico com uma ação concertada de sensibilização, no âmbito da 32ª Semana Gastronómica de Machico, alertando para comportamentos de consumo de substâncias, o álcool mas não só.

Prevenção para riscos

Estas iniciativas, que envolvem o IASAÚDE, são desenvolvidas no âmbito do projeto “VIBES 4U NO DRUGS” e têm acontecido um pouco por toda a Região, aleatoriamente, em grandes concentrações, em arraiais ou eventos musicais, gastronómicos ou mesmo envolvendo as duas componentes, entre outros acontecimentos que aconselhem a uma ação preventiva, de alerta para os riscos dos excessos.

Teste do álcool disponível para prevenir

Estas três entidades, em conjunto ou em separado, iam abordando os visitantes do primeiro dia da Semana Gastronómica, umas vezes grupos de jovens, outras grupos numa faixa etária mais elevada, procurando ter um papel pedagógico sobre comportamentos, estando na linha da frente o consumo de álcool, com um teste do balão disponível a quem pretendesse fazer uma avaliação antes de pensar conduzir. A PSP tinha vários elementos no local para este efeito, numa perspetiva de sensibilizar as pessoas antes mesmo do cair da noite, altura em que normalmente há propensão para alguns excessos resultantes do próprio ambiente criado à volta deste tipo de eventos.

Escola “São José de Cluny” parceira na sensibilização

Filipe Pires, professor na Escola Superior de Enfermagem São José de Cluny, disse ao FN que estas iniciativas são extremamente importantes, além de constituirem, para os alunos, uma aquisição de conhecimentos e contactos que são mais valias para a sua formação e capacidade de intervenção. Diz que esta ação já foi feita no Porto Moniz e que tem como objetivo prioritário evitar excessos, através de um alerta feito no contacto direto com as pessoas, nomeadamente os jovens.

Visita aos espaços antes de começar a Semana Gastronómica

Aquele docente deu conta que a iniciativa teve início com um contacto feito junto dos comerciantes dos 33 espaços ali presentes, no sentido de sensibilizá-lo, também, “para a necessidade de não servirem bebidas alcoólicas a jovens com idade inferior à permitida por lei”. Admite que este alerta não terá grandes efeitos na venda direta, está consciente que a venda a menores ocorre com alguma frequência, mas afirma também que este tipo de ações “tem dado resultado na diminuição do consumo, por parte dos jovens, que apesar de cometerem excessos, têm cada vez mais a noção dos problemas”.

Nestas ações, são distribuídos pequenos prospetos que procuram ajudar a compreender melhor os objetivos. Para os efeitos da condução sob o efeito do álcoos, sublinhando que essa “é uma das principais causas dos acidentes rodoviários mortais, colocando e risco os condutores, os passageiros e quem está na via pública. Outras drogas como a cannabis têm um efeito potencialmente perigoso na condução”.

O perigo do álcool e outras drogas

O alerta foca ainda o risco de colocar de parte estes alertas: “Se arriscares, tem atenção que o consumo de álcool e outras drogas dificulta os processos de desenvolvimento e crescimento físico, inteletual e afetivo dos jovens. Mesmo em pequenas doses pode colocar-te em risco”.

Nunca abandonar a pessoa que precisa de ajuda

Outra sensibilização prende-se com os cuidados para evitar a embriaguez, “não ingerindo bebidas alcoólicas com o estômago vazio, intercalar as bebidas com água e sumos, beber devagar e não esvaziar o copo completamente, espaçar o tempo de ingestão das bebidas alcoólicas e evitar rodadas, competições e penaltis”. A necessidade de nunca abandonar a pessoa que esteja a precisar de ajuda, é uma situação referida no prospeto.