Polícia divulga em Machico pulseiras que ajudam a encontrar pessoas que possam ficar desorientadas na via pública

Polícia Machico
A Polícia de Segurança Pública divulgou ontem, em Machico, a pulseira “ESTOU AQUI. Para ajudar pessoas que estejam desorientadas na via pública a encontrarem familiares.

A Polícia de Segurança Pública desenvolveu ontem, em Machico, no primeiro dia da Semana Gastronómica, paralelamente à participação na ação tendo em vista sensibilizar para os perigos dos consumos de bebidas alcoólicas e outras drogas, uma iniciativa de informação sobre um programa nacional, que entrou em vigor há cerca de um mês, visando o apoio a pessoas adultas, denominado “estou aqui”.

Este programa é um pouco idêntico ao já existente para crianças, com uma pulseira de identificação no caso de se perderem dos seus familiares. As pulseiras “ESTOU AQUI” são dirigidas e pessoas que, em função da idade ou patologia, possam ficar desorientadas ou inconcientes, ainda que momentaneamente, na via pública. São um modo rápido e seguro de efetivar o encontro da pessoa com familiar ou responsável, previamente identificado”, como refere uma informação ontem distribuída aos visitantes da Semana Gastronómica.

Tratando-se de um evento que suscita grandes aglomerações, este momento foi importante para o alerta policial, não só para aquele momento, mas também para que as pessoas pudessem ficar melhor elucidadas no tocante ao serviço, cuja adesão é grátis.

Para receber a pulseira, diz a informação, “deverá fazer o registo prévio no website: estouaqui@psp.pt. Depois é só seguir as instruções. Depois de validar o registo, ser-lhe-á enviada uma mensagem de e-mail com indicação de que se deve deslocar à Esquadra da PSP por si escolhida. A inscrição pode ser feita pelo próprio ou através de representante (familiar ou instituição) e implica a concordância com as normas do programa. O tratamento da informação do Programa garante plenamente os direitos dos cidadãos quanto à proteção dos seus dados pessoais. Os registos são válidos por dois anos. Após esse período os utilizadores que queiram continuar a usufruir do programa, deverão fazer um novo registo”.

“Se um cidadão é encontrado inanimado ou desorientado na via pública, sem qualquer documento, mas com pulseira devidamente registada, com um código alfanumérico, alguém liga para o 112 e informa a situação. A chamada é transferida para a Esquadra da zona onde está o cidadão e é enviada uma patrulha da PSP ao local”.