Secretaria do Turismo apela à ACIF e sector turístico para que acautele interesses dos passageiros retidos no Aeroporto

A Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura apelou, hoje, a todo o sector do turismo e à ACIF, para o encontro de “uma solução conjunta” tendente a acautelar os interesses dos passageiros que se encontram retidos no Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo, devido às condições meteorológicas adversas que se têm feito sentir, particularmente nas últimas 24 horas. Condições que, segundo apontam as previsões disponíveis, ainda poderão agravar-se nas próximas horas, refere um comunicado da Secretaria.

Na missiva enviada, a Secretaria Regional tutelada por Eduardo Jesus alerta para a necessidade de se encontrar uma resposta de acolhimento aos passageiros que ficaram impedidos de seguir viagem e que foram obrigados a pernoitar nesta infraestrutura, na oferta que estes deixaram vaga e que não tenha sido ainda preenchida.

Segundo explica a tutela, os cerca de 2 mil passageiros que aguardam, neste momento, por uma solução, “não podem deixar de ser uma preocupação para um destino que se afirma, precisamente, pela sua hospitalidade e capacidade de bem receber todos aqueles que o visitam”.

Neste enquadramento, o Governo Regional solicita a colaboração de todos e, particularmente, das Unidades Hoteleiras, no acolhimento de alguns destes passageiros, dando-lhes outras condições “que não aquelas com que, de forma imprevista e imprevisível, estão a ser confrontados, o que naturalmente em nada abona a favor da imagem do destino”.

Embora fazendo este apelo directo, a Secretaria Regional do Turismo optou por reforçar esta sensibilização pela via da Associação Comercial e Industrial do Funchal, de quem espera “a melhor atenção, compreensão e intervenção junto dos seus Associados”.

Na prática, defende, “é fundamental que se encontre uma resposta que, salvaguardando os interesses dos nossos turistas, acautele, simultaneamente, a imagem e o bom nome de todo o sector turístico regional e, naturalmente, do destino Madeira, no seu todo”.