PPM-Madeira preocupado com aumento dos sem-abrigo

licia-azevedoO PPM-Madeira está preocupado com o crescimento dos sem abrigo e de famílias a quem falta o básico para uma vida digna.

A dirigente Lícia Azevedo lamentou hoje, em comunicado, que o fenómeno esteja a crescer inevitavelmente devido à crise económica.

“Infelizmente, com a subida da taxa de desemprego, da depressão económica, da inflação, do congelamento dos salários, emprego precário, da carga fiscal sobre produtos de subsistência (por exemplo, a electricidade) e do recuo dos benefícios e apoios de carácter social, esta tendência alarmante continuará a aumentar”, revela.

O PPM apela para que o Governo Regional, autarquias, madeirenses, reforcem o seu esforço de solidariedade, apesar de reconhecer que até para se ser solidário, a vida está muita complicada.

Segundo o partido, importa valorizar a natureza e o serviço cívico e solidário de instituições de solidariedade social não dependentes de apoio estatal e cuja existência depende de donativos particulares e, em grande parte, de trabalho voluntário.

“Os apoios aos sectores mais desfavorecidos não podem ser postos de parte, mas sim, reforçados, visto que continuamos a ser o país da Europa com as maiores diferenças sociais”, revela.