Polícia Marítima fiscalizou mais um iate nas Selvagens

catamara-dinamarca-alterada

Segundo uma informação divulgada pela Autoridade Marítima, a equipa da Polícia Marítima (PM), de serviço no Posto do Comando-local nas ilhas Selvagens realizou ontem uma acção de controlo e fiscalização de uma embarcação de recreio com sete tripulantes, de nacionalidade dinamarquesa, que pretendiam fundear o catamarã ao largo da Selvagem Grande. Porém, devido ao agravamento das condições de mar, tal não foi possível.

Após a fiscalização dos documentos, em terra, os tripulantes optaram por seguir viagem.

O controlo marítimo realizado pela PM é feito com recurso ao Sistema de radar “Costa Segura”, numa monitorização permanente, durante o período diurno, informa a Marinha.

O pessoal da Polícia Marítima destacado nas ilhas Selvagens tem como missão prioritária garantir o eficaz exercício da autoridade do Estado, nomeadamente em matéria de vigilância, fiscalização, patrulhamento e exercício de polícia, em especial em matéria de protecção e preservação do meio marinho e segurança da navegação, das pessoas e bens em toda a área marítima.