Jornal “Sol” será reformulado arrastando mais de 100 trabalhadores para o desemprego

(*LC)

jornal-sol-21-de-outubro-de-2011

 

A agência noticiosa Lusa foi informada que a Newshold, dona dos jornais “Sol” e “i”, anunciou esta segunda-feira que vai deixar de ser accionista das publicações e que será feita uma reestruturação no grupo que levará ao corte de dois terços dos trabalhadores.

 O administrador Mário Ramires comunicou hoje a intenção de a Newshold, do investidor Álvaro Sobrinho, deixar de ser accionista dos dois jornais.

Segundo a agência Lusa, Mário Ramires vai ficar na estrutura accionista do novo projecto, com a saída da Newshold, o que implicará uma reestruturação, que levará ao corte de dois terços dos trabalhadores, ou seja, mais de 100.

A finalidade será ficar com uma redacção única rondando as 60 pessoas, disseram as fontes, adiantando também que se prevê que todos os trabalhadores sejam chamados ainda esta segunda-feira para saber se continuam no projecto ou se constam na lista de saídas. Os dois títulos devem manter-se, por enquanto, mas existe a possibilidade de a médio prazo se criar uma nova publicação única.

Os trabalhadores que ficarem no projecto, adiantaram, terão de abdicar de indemnizações e ser alvo de cortes de vencimento.

A Lusa avança que tem tentado contactar a administração da Newshold, no entanto até ao momento não foi possível obter uma posição oficial.

Consoante notícia  do “Expresso”, a decisão da família de Álvaro Sobrinho de deixar a estrutura accionista deve-se a questões financeiras, já que no ano passado as duas publicações registaram resultados negativos na ordem dos oito milhões de euros.