Escola de Dança do Funchal assinala 10 anos e apela a que se “adote um artista”

dança 1* Com Cristina Costa e Silva (Texto e Fotos) /  A Escola de Dança do Funchal assinalou este fim de semana uma década de existência.

Desde Outubro de 2005 que um grupo inicial de 20 alunos, na altura no Centro Cívico de Santo António, frequentou as aulas daquela instituição, tendo nos anos letivos seguintes sido consolidada a atividade da escola, com os cursos de canto e teatro e a mudança para instalações próprias em Santo António. Dali, mudou-se há quatro anos para a Rua Aspirante Mota Freitas, onde todos os dias recebe dezenas de alunos

. A Escola de Dança do Funchal tem este ano letivo 250 alunos, distribuídos por cursos Livres de ballet, dança contemporânea, canto e hip-hop, o Curso Básico de Dança, em articulação com 8 escolas do Funchal e o Curso Secundário de Dança.

11 professores e 8 colaboradores fazem parte da Escola que este fim de semana assinalou o seu 10º aniversário com uma exposição coreográfica protagonizada pelos alunos das várias turmas no Forte de São Tiago, na Zona Velha do Funchal.

Nos próximos dias 4, 5 e 6, como forma de assinalar o 10º aniversário da escola, os alunos vão interpretar a remontagem de “A Bela e o Monstro”, no Teatro Municipal Baltazar Dias, desta vez com o elenco totalmente formado por alunos da escola a partir dos 4 anos de idade. Curiosamente, na primeira versão feita há alguns anos, todos os papeis principais haviam sido representados por amigos e professores da escola.

A Escola tem neste momento uma iniciativa inédita em mãos, denominada “Adote um artista”, destinada a mecenas que poderão apadrinhar total ou parcialmente um aluno com necessidades financeiras, para que possam frequentar as aulas dos Cursos Básico ou Secundário de Dança, em articulação com as escolas de ensino regular.