PNR defende medidas protectoras do ambiente

pnr

O PNR esteve hoje no Funchal para abordar a temática do Ambiente.

“Estamos cientes de que a poluição só prejudica a saúde, por isso devemos tornar-nos o mais auto-suficientes possível, preparando o nosso futuro e o futuro dos nossos filhos”, defendeu o cabeça de lista deste partido às próximas legislativas nacionais, Álvaro Araújo,

Na reciclagem, o PNR considera que deverá haver mais ecopontos disponíveis, essencialmente nas zonas mais habitadas, porque a reciclagem dá dinheiro e é útil para o ambiente, embora infelizmente seja uma área pouco explorada.

O PNR sublinha que tem também referido a necessidade de investimentos nas energias renováveis porque esta é, também, uma área pouco explorada na Madeira e no país e que “traria muitos benefícios ecológicos e monetários à nossa Região/País”.

“Estamos a gastar milhões de euros todos os anos e vamos continuar a gastar se não mudarmos a nossa política energética”, sublinha o candidato do PNR,. “E, nesta área, não encontramos outra solução a não ser a energia renovável. O governo tem de facilitar o acesso à Pequena Produção (microgeração), reduzindo a burocracia actualmente aplicada e efectuando novos contratos de compra de energia limpa. É preferível pagar aos portugueses a produzir as nossas necessidades energéticas ao invés de comprar continuamente combustíveis, o que representa um défice de 6 mil milhões anuais na balança comercial Portuguesa”, refere.

O PNR andou hoje pelas ruas com um veículo eléctrico a fazer campanha, no sentido de dar o exemplo de uma mobilidade mais sustentável, mais saudável e amiga do ambiente.

Também as frotas do Governo, na opinião do partido, deverão progressivamente ser substituídas por veículos eléctricos, pois estes são mais económicos, não emitem dióxido de carbono e já apresentam uma grande autonomia capaz de satisfazer as necessidades exigidas. “O Governo deverá dar exemplo em muitas áreas, essencialmente na mobilidade sustentável”, defende esta força política.