Mostra “Flores Tardias” prolonga-se até 11 de Novembro

A exposição “Flores Tardias” de Carlos A. Correia, com entrada livre, prolonga-se até 11 de Novembro na Capela da Boa Viagem – Núcleo Difusor de Arte e Cultura Contemporânea, tendo recebido até ao momento 584 visitantes, informa uma nota.

“Flores Tardias”, uma instalação sonora e imersiva, de Carlos A. Correia, é o projecto finalista das Bolsas de Criação Artística da Câmara Municipal do Funchal (CMF), no ano de 2021, na vertente de artes visuais.

Carlos A. Correia (Seixal, 1989) é artista visual radicado em Trondheim, cidade onde se licenciou com Mestrado em Fine Art pela Trondheim Academy of Fine Art, NTNU em 2015.

Tem exposto regularmente na Noruega e em Portugal. Carlos e Joana Bruno são fundadores da SMØR Press, uma pequena editora especializada em impressão risográfica. Ele também é co-fundador e director artístico do projecto do Slå På Kunst, juntamente com Inga Skålnes, projecto que se foca em iniciativas artísticas e em espaços menos convencionais.

“Flores Tardias” encontra-se exposto até 11 de Novembro e poderá ser visitado de segunda a sexta-feira, das 9 horas e meia às 17 horas.