Rita Andrade desafiou Banco Alimentar a aumentar número de mercearias sociais

O Colégio dos Jesuítas recebeu, ao longo desta sexta-feira, o 13.º Encontro dos Bancos Alimentares Contra a Fome. Tratou-se de uma iniciativa organizada pela Delegação Regional do Banco Alimentar, em parceria com a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome.

Na ocasião, a secretária regional de inclusão Social e Cidadania destacou “o privilégio de termos, na região, Fátima Aveiro como presidente deste instituição”, – “pela exigência, pela dedicação e pelo amor com que se dedica a esta causa da ajuda alimentar (…)”.

A governante aproveitou ainda a oportunidade para lançar um desafio à presidente da Delegação Regional do Banco Alimentar Contra a Fome de aumentar o número de mercearias sociais existentes na região – “um projecto maravilhoso que dignifica, ainda mais,  o acto de ajudar o próximo”, afirmou.

A criação de Mercearias Sociais, gerida pelo Banco Alimentar Contra a Fome, em parceria com a Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania, é um projeto inovador na Região. O objectivo da mercearia social é dar mais dignidade às famílias, numa lógica de proximidade (no seu bairro), estar num espaço onde podem selecionar os produtos de acordo com as suas preferências e necessidades. Baseia-se num sistema inovador e pioneiro de créditos por família, de acordo com as características do agregado familiar e as necessidades de cada família.

Existem, na região, três mercearias sociais, nomeadamente, no Bairro da Ribeira Grande, através da ASA – Associação de Desenvolvimento de Santo António, no Bairro do Hospital, dinamizado pela Associação Luís de Camões e em Água de Pena, Machico, através da Casa do Povo local.

As mercearias sociais são abastecidas por donativos, graças a diversas parcerias regionais existentes contra o desperdício alimentar.

Os Bancos Alimentares nasceram com a missão de lutar contra o desperdício de alimentos, recuperando diariamente excedentes da indústria, da agricultura, dos mercados e da distribuição, e promover a sustentabilidade.