DRS emite recomendações a alunos e pais no regresso às aulas

A Direcção Regional de Saúde emitiu um comunicado no qual procura sensibilizar para uma série de comportamentos promotores da saúde no retomar das aulas.

“Além da preparação dos livros e materiais e o retomar das rotinas, há cuidados que fazem a diferença na educação para a saúde física e mental das crianças. Neste âmbito, a Direcção Regional da Saúde assinala algumas recomendações dirigidas às crianças/jovens e aos seus pais e tutores”, reza o comunicado.

 

Aos Alunos, recomenda-se:

Adopta comportamentos e hábitos de vida saudáveis.

Defende os teus direitos e cumpre com os teus deveres.

Esforça-te e valoriza as tuas conquistas.

Reforça as relações sociais positivas e distancia-te das pressões negativas.

Tem consciência dos limites que deves respeitar.

Capacita-te e procura apoio, se necessário, para tomares as decisões mais adequadas e a saberes dizer não.

Toma o pequeno-almoço logo após o acordar, bebe água e faz uma alimentação saudável para teres energia para as atividades do dia.

 

Aos Pais e tutores:

Crie uma boa relação afectiva e comunique com os seus filhos.

Promova uma boa gestão dos tempos livres dos seus filhos.

Procure conhecer os ambientes preferidos dos seus filhos, quem são os seus amigos e como ocupam o tempo livre.

Estabeleça regras claras, adequadas e consistentes, e apresente-as desde o início ao seu filho.

Confie nos seus filhos, reforce os comportamentos positivos e esclareça as suas dúvidas e crenças sobre comportamentos de risco.

Promova na sua família uma cultura de diálogo, disponibilize-se para conversar e sobretudo para ouvir.

Seja um modelo para os seus filhos, adotando hábitos de vida saudáveis.

Mantenha-se atento às práticas escolares, desportivas e comportamentais do seu filho. Procure a ajuda de um profissional de saúde, se necessário.

Assegure-se que a criança compreende os valores transmitidos na família, tais como a defesa da saúde, o respeito, a honestidade, a solidariedade e a partilha.

Aprecie e valorize os sentimentos do seu filho. Uma criança saudável e com uma boa autoestima é, à partida, feliz, ativa, curiosa e com vontade de aprender.

Crie laços fortes, sentimentos de confiança e de afeto através da partilha de ideias, sentimentos e experiências.

Apoie e oriente as iniciativas dos seus filhos, criando espaço para que expressem as suas opiniões, decisões e as escolhas das suas amizades.

Não confunda compreensão com permissividade, os adolescentes necessitam de pais ou tutores com convicções firmes que possam estabelecer limites.

Aproveite todos os momentos para ser feliz, com o seu filho ou em família alargada.