Sujidade faz CMF encerrar a praia da Doca do Cavacas

foto arquivo

A praia da Doca do Cavacas foi interditada a banhos, devido à poluição detectada na água do mar, informa a CMF, através da Frente MarFunchal. A dita poluição foi detectada “no seguimento das vistorias quinzenais realizadas pela Direcção Regional de Saúde às águas balneares na Madeira e Porto Santo”.

Os valores detectados na análise, em laboratório, determinam, de acordo com a lei, que seja hasteada a bandeira vermelha até ser realizada nova análise para verificação do estado das águas, tendo sido recolhida nova amostra ao fim da manhã. Os resultados serão conhecidos na manhã da próxima sexta-feira. Até lá, o complexo balnear fica interdito a banhos para preservação da saúde pública.

A Câmara do Funchal diz que, conjuntamente com a Frente MarFunchal, gestora do espaço, foi verificar as instalações da praia e do restaurante ali existente, não sendo detectada nenhuma anomalia nem qualquer ocorrência nos últimos dias nas estações elevatórias existentes.

A fiscalização da Câmara Municipal do Funchal concentra-se agora nas zonas circundantes, nomeadamente a leste da Doca do Cavacas, para o lado do Funchal, de onde parece provir a sujidade ali identificada, refere-se num comunicado.

Até serem conhecidos os resultados da contra-análise a praia continuará aberta ao público, mas condicionada à não utilização para banhos no mar e nas piscinas naturais.