Escola de São Vicente realizou acção sobre primeiros socorros

A Escola Básica e Secundária D. Lucinda Andrade (EBSDLA), em São Vicente, realizou ontem uma actividade intitulada “O Direito de ser socorrido e o Dever de saber Socorrer”, numa iniciativa evocativa do Dia Mundial dos Primeiros Socorros.

Ao longo do dia, entre as 08h00 e as 18h30, passaram pelo Ginásio daquela escola da costa norte, espaço onde se desenvolveu a referida acção, cerca de 450 alunos que frequentam desde o 5.º ao 12.º anos de escolaridade, tendo-lhes sido na ocasião demonstrados procedimentos de primeiros socorros em situações de obstrução das vias aéreas, em adultos e em crianças; situações de vítima inconsciente, com particular ênfase para as situações de vítimas em PCR (paragem cardiorrespiratória), procedimentos que, depois, tiveram oportunidade de praticar, refere uma nota de imprensa.

Esta iniciativa conjunta dos grupos disciplinares de Ciências da Natureza e de Educação Física, decorreu, segundo os responsáveis pela iniciativa, de forma muito satisfatória, já que, referem, o entusiasmo e empenho evidenciados pela generalidade dos alunos atestam que a mensagem de que o socorro primário pode fazer toda a diferença e salvar vidas foi acolhida pelos estudantes.

Consideram ainda os responsáveis pela actividade que a temática dos Primeiros Socorros, e do Suporte Básico de Vida em particular, tem sido de certa forma negligenciada nos currículos dos ensinos básico e secundário, uma vez que vem sendo abordada de forma “avulsa” e não de forma consistente e regular como entendem que deveria acontecer, designadamente do 5.º ao 12.º anos. Por entenderem que as escolas têm deveres e responsabilidades acrescidas na sensibilização e educação para esta temática que tanto afecta o quotidiano, referem que iniciativas como esta são para repetir, ainda no presente ano lectivo, e já noutros moldes, sempre na perspectiva “um cidadão, um socorrista”.