PPM acusa PSD/CDS de plagiar slogans da candidatura no Porto Santo

O PPM-Madeira emitiu uma nota na qual refere que o lema da candidatura de António Melim à Câmara e Assembleia Municipal do Porto Santo é “Dar voz a um povo sem voz”.
Deste modo, esta candidatura considera “ser inaceitável o uso do mesmo pela candidatura da coligação PSD/CDS”. Este comportamento, referem os monárquicos madeirenses, já é reincidente, uma vez que já foi feito antes, em relação ao parque de campismo.
“A candidatura PSD/CDS demonstra não ter uma ideia própria de fundo para o futuro do Porto Santo, usando em vez ideias avulsas, ou plágio de outros candidatos. Só pode ser desespero”, acusa o PPM.
“Os protagonistas políticos no Porto Santo não tem agido no interesse da população do Porto Santo:

há falta de estacionamento no centro da cidade, e o que existe está entregue a uma entidade externa à Câmara Municipal, com a resultante perca de receitas. Além disto, certos candidatos dissimuladamente querem entregar mais estacionamento a privados”, afiança o PPM.
“Precisamos de mais estacionamento, na zona da cidade, gerido e controlado pela câmara e estacionamento gratuito nos arredores, além de potenciar o que já existe; nos anteriores mandatos não houve interesse em resolver o problema do estacionamento e do trânsito”, conclui o comunicado.