PSD na Ponta do Sol: Lino Pita acusa PS de usar ideias do PSD

“É lamentável a falta de rigor, transparência e até coerência que caracterizam o atual Executivo Municipal da Ponta do Sol”, criticou ontem o vereador Lino Pita, do PSD, dizendo que o dito Executivo trouxe “a esta reunião de vereação uma proposta do PSD que havia chumbado em Fevereiro deste ano, relativa ao prolongamento da rede de saneamento básico na Estrada Nova da Lombada, para, agora, aprovar, depois deste atraso, uma solução à população que já podia estar no terreno e que, mesmo assim, nos moldes em que avança, fica muito aquém do desejado” criticou.

Só na reunião de Câmara de ontem o executivo veio aprovar um protocolo com uma das Associações locais do concelho, numa falta de rigor e de sensibilidade para com as dificuldades que as mesmas atravessam, particularmente neste ano de pandemia, que não é aceitável a alguém que tem a responsabilidade e a missão de acautelar as necessidades e os interesses de todos os ponta-solenses. acusou.

Aliás, reforçou a este propósito, “como é possível termos, no fim de julho, Associações que ainda não sabem com o que podem contar ou mesmo Associações que, mesmo tendo assinado os protocolos de colaboração, ainda não receberam qualquer verba?”

“É uma profunda trapalhada aquilo a que assistimos neste Executivo e, aliás, prova disso – mais uma prova – é o facto de termos discutido, nesta reunião e em fim de mandato, a aprovação de actas relativas ao ano de 2018, com a agravante de uma delas ter como principais deliberações a análise e votação ao orçamento de 2019. Como é possível que quem governa esta autarquia revele tanto desnorte e assuma, também aqui, a falta de rigor com que gere o Município?”, interroga, por fim, Lino Pita, que, condenando a postura “do quero, posso e mando” que lidera a Câmara Municipal, vai mais longe ao afirmar que chegou a solicitar os editais com as deliberações das referidas atas, pedido que lhe foi negado pela própria Presidente da autarquia.