Albuquerque exulta com “grande vitória da Região” ao regressar à lista verde do Reino Unido

foto arquivo

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, agradece num comunicado “o contributo de todos os madeirenses e porto-santenses para a grande vitória que a Região acaba de alcançar ao ver o Reino Unido reconhecer a justiça dos seus argumentos e das suas aturadas diligências, recolocando o destino Madeira na sua lista verde”.

Os turistas britânicos e da Irlanda do Norte (que também recolocou a Madeira na sua lista verde) têm assim caminho aberto para visitar a nossa Região sem terem que, no regresso à sua terra, realizarem uma quarentena obrigatória, salienta o governante.

Miguel Albuquerque lembra as várias diligências feitas pelo Governo Regional, num processo acompanhado permanentemente pelo secretário do Turismo, junto das entidades oficiais britânicas e portuguesas e que culminaram no regresso da Região à lista verde britânica.

O chefe do executivo afirma tratar-se de um acto da mais elementar justiça, sublinhando a quantidade residual de casos diários de COVID que a Região apresenta, facto reiterado nas conversas com os Governos de Portugal e do Reino Unido e com a embaixada daquele País em Lisboa.

Insistindo em que foi feita justiça, Albuquerque “reforça a importância do contributo de todos os madeirenses e porto-santenses, frisando que foi a responsabilidade cívica, o esforço de todos e o cumprimento das normas e procedimentos profiláticos decretados pelo Governo Regional que permitiu retornar a uma lista de onde, considera, não deveria ter saído”. Aaproveita para reiterar, mais uma vez, o apelo para que os madeirenses continuem a cumprir escrupulosamente com as normas sanitárias e com as regras anunciadas, sublinhando que tal é crucial para que a Madeira continue a apresentar uma situação controlada.

“Só assim, lembra, a Região será atractiva para os turistas que privilegiam, nas suas procuras no mercado turístico, um destino seguro”, refere a nota da Quinta Vigia, que diz que “depois da Alemanha é o Reino Unido a reconhecer a situação pandémica da Região e a segurança do destino, naquelas que são excelentes notícias para o Turismo e para os empresários do sector, mas também para toda a Economia da Região”.