Respostas aos Censos começam amanhã… e quem não responder é multado

A Vice-Presidência do Governo Regional da Madeira veio referir que, a partir de amanhã, dia 19 de Abril, tem início a fase de resposta ao Censos 2021.

A resposta deverá ser dada, preferencialmente, pela Internet, através do acesso a https://censos2021.ine.pt/

As cartas com os códigos de acesso e toda a informação necessária para a resposta, foram entregues nas caixas de correios de cada alojamento, pelos 230 recenseadores que estão a trabalhar na Região, a cargo da Direcção Regional de Estatística da Madeira (DREM), entre o dia 05 e 18 de Abril.

O preenchimento online é fácil, seguro e rápido: basta aceder ao site, digitar o código e a password indicados na carta e responder às perguntas. Depois de preenchido o formulário, basta selecionar a opção ‘Entregar’ para que o sistema devolva um comprovativo de resposta que deve ser guardado, refere a Vice-Presidência.

Embora as respostas pela Internet sejam o modo preferencial, com a aplicação e-Censos acessível por computador, tablet e telemóvel, a população que não tenha maneira de aceder à Internet ou não possa ser contactada presencialmente poderá usar o número de apoio 210542021 para responder.

O cidadão também poderá recorrer ao balcão E-censos na Junta de Freguesia da área de residência ou solicitar os questionários em papel, para preenchimento e posterior entrega ao recenseador da área.

Outra alternativa é esperar por nova visita do recenseador e aceitar que o mesmo faça a entrevista. Em todo o caso, é preciso ter sempre a carta com os códigos.

O INE e a DREM solicitam resposta até ao dia 3 de maio, data a partir da qual os recenseadores intensificarão os contactos junto daqueles que não responderam.

Como acontece com todas as operações estatísticas da responsabilidade do INE ou da DREM, a resposta é confidencial e obrigatória.

Embora as autoridades estatísticas optem sempre por sensibilizar a população para a importância dos Censos e para a máxima colaboração da população, a lei do Sistema Estatístico Nacional estabelece a possibilidade de instauração de multas para quem não responder aos Censos que, no caso das pessoas singulares, varia entre os 250€ e os 25.000€ e, no caso de pessoas colectivas, entre os 500€ e os 50.000€.

Na Região, a cobertura de distribuição das cartas com os códigos de acesso na Região foi quase total.

A DREM avisa, todavia, que poderão verificar-se, pontualmente, alguns atrasos, sendo que os cidadãos deverão aguardar até ao final desta semana, 23 de abril, pela entrega na caixa do correio. Caso isso não aconteça, deverão contactar as respectivas juntas de freguesia.

Não obstante, em algumas zonas com população mais envelhecida, a opção foi, deliberadamente, não entregar o código e fazer o recenseamento de uma só vez, através de entrevista presencial.

Recorde-se que os recenseamentos à população e à habitação se realizam de dez em dez anos, sendo que a informação que deles resulta é fundamental para o planeamento e a tomada de decisões políticas. A colaboração da população garantirá a definição de importantes envelopes financeiros para a Região, verbas essas usadas no investimento e no apoio a famílias e empresas.