Pinheiros artificiais no Governo, verdadeiros no Palácio… oferecidos pelo Governo

Rui Marote

Há dias, o Estepilha ironizava com as árvores de Natal artificiais do edifício do Governo Regional e da Quinta Vigia, dizendo que a pegada ecológica das mesmas é maior do que a de árvores verdadeiras e salientando que as artificiais, para serem sustentáveis, têm de ser utilizadas pelo menos durante dez anos.

O caricato é que entretanto o Estepilha, sempre inquisitivo (para não usar outro termo), soube que no Palácio de São Lourenço, residência oficial do Representante da República, os pinheiros são mesmo verdadeiros. E, ironia das ironias, foram oferecidos pelos serviços florestais do Governo Regional.