Estepilha: está-se a acabar o “Big Brother” na Madeira

Rui Marote
Basta!!! O Governo Regional vai determinar: Acabou o “Big Brother”. Já foram gastos pelo menos 6.2 milhões em contratos por causa do Covid-19, despesas de alojamentos e testagem.
A reunião de governo de amanhã irá provavelmente determinar novas medidas.
Quem chegar ao arquipélago e testar positivo, passará a ter de assumir as despesas de hospedagem, que serão por conta do infectado. O verbo dormir e comer passa a ser conjugado em todos os modos nos bolsos de quem nos visita.
Quem nos visita sabendo estar infectado, vinha até agora fazer férias à custa do erário público, como fosse um concurso televisivo do Big Brother.
Ora, agora quem aqui chegar, deverá trazer um teste obrigatório negativo, efectuado 72 horas antes. Em Espanha, para quem faça férias, isto é já uma obrigatoriedade.
Na Madeira começou-se com a Quinta do Lorde, seguiram-se o hotel D. Pedro Machico e o Vila Galé Santa Cruz e agora no Funchal em zona nobre está o Pestana Casino Studios praticamente em “overbook”, o que obriga o Governo, com este aumento da pandemia, a efectuar contatos para a abertura de uma nova unidade hoteleira ao serviço da Covid-19.
Os pretendentes à nova casa serão em breve uma realidade.
Estepilha… Covid, Covid, mas negócios à parte. A “teta” está a secar… Turismo de infectados, dispensa-se.