CMF aposta na repavimentação de 14 arruamentos municipais

Miguel Gouveia anunciou hoje na sessão ordinária da Assembleia Municipal, que a edilidade adjudicou, via concurso público, uma empreitada para a repavimentação de um total de 14 arruamentos municipais, num investimento que ascende a 600 mil euros. A intervenção abrange quase todas as freguesias do Funchal (9) e será executada até ao primeiro trimestre de 2021.

O edil sublinhou que este investimento em acessibilidades é “estrutural para a cidade, não só com novos acessos, mas desde logo com a garantia das melhores condições possíveis na rede viária existente”. Reconhecendo que o Funchal é uma cidade com assimetrias entre a baixa e as zonas altas, assegurou que nos últimos anos a CMF tem procurado fazer um investimento equilibrado. “Assim sendo, voltamos a apresentar este ano um plano de repavimentações que abrange mais de 7 km de estradas por todo o concelho.”

“Este tipo de empreitadas traduz aquele que é um trabalho de planeamento muitas vezes invisível e a capacidade de gerir recursos escassos, recorrendo, para o efeito, a boas práticas concorrenciais como os concursos públicos, que, além da transparência, nos permitem baixar os custos gerais da empreitada. Num ano em que tivemos o Orçamento Municipal chumbado por PSD e CDS, continuamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para encontrar soluções que tragam benefícios ao quotidiano dos funchalenses”, garantiu.

Entre as principais intervenções na corrente empreitada, destacam-se as recargas betuminosas previstas para a Estrada Conde de Carvalhal (S. Gonçalo), o Caminho das Courelas (Santo António) e o Caminho das Virtudes (São Martinho). As freguesias de Santo António e de São Martinho, as maiores do Funchal, são aquelas onde se verificam o maior número de intervenções (3 em cada), seguindo-se São Gonçalo, com duas. Igualmente asseguradas com a actual empreitada ficam repavimentações em São Roque, Monte, Santa Luzia, Santa Maria Maior, Imaculado Coração de Maria e São Pedro, refere a Câmara.