Presidências Abertas de Miguel Gouveia visitaram o Coro da Catedral do Funchal

A iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, como se intitulam as designadas Presidências Abertas de Miguel Gouveia, prosseguiram hoje o seu calendário de visitas à freguesia da Sé, desta feita com a passagem pelas instalações do Coro da Catedral do Funchal. Ali o edil foi recebido pela presidente da Direcção, Lídia Chagas.

Este encontro foi uma oportunidade para a Câmara Municipal do Funchal conhecer o trabalho desenvolvido pelo Coro da Catedral do Funchal na área cultural, um grupo que conta, durante este ano, com o apoio da edilidade funchalense para a realização de dois espectáculos de música sacra, no valor de 2500€, financiamento obtido através do programa de Apoio ao Desenvolvimento de Actividades de Interesse Municipal.

O presidente da Câmara, Miguel Silva Gouveia, abordou a aposta do Executivo no desenvolvimento do meio artístico do Funchal e da Região, proporcionando o acesso a diferentes tipos de arte e espectáculos ao público regional e a quem nos visita. “Com a reabertura da Capela da Boa Viagem, criamos um calendário cultural anual para aquele espaço, direccionado aos coros, que visam dar visibilidade a estes grupos corais que têm uma tradição musical rica e única”.

O Coro da Catedral do Funchal foi fundado em 2003 e conta actualmente com cerca de 40 elementos, dedicando-se ao ensino e aprendizagem da Música, nomeadamente da música sacra e profana. Ao longo dos anos o grupo tem participado em várias solenidades na Sé Catedral do Funchal, onde se destacam a Missa Solene de tomada de posse do bispo Dom António Carrilho e a tomada de posse do actual bispo do Funchal, Dom Nuno Brás. No início da sua actividade o Coro era regido pelo saudoso maestro e compositor João Victor Costa.