Protestos continuam em Minsk [vídeo]

¡AF!