Governo da República também avança para a telescola

O Governo da República vai avançar para a telescola, até ao nono ano, tendo em vista a conclusão do terceiro período, face ao isolamento da população devido à COVID-19. As aulas serão transmitidas pelo canal memória, que também está disponível através da TDT, a Televisão Digital Terrestre, a opção de muitos lares portugueses.

A revelação foi feita pela estação televisiva e a medida resulta de um acordo entre o ministro Tiago Brandão e a RTP.

Recorde-se que a Região já tinha anunciado ontem essa mesma opção, revelada pelo Funchal Notícias e pouco depois anunciada pelo secretário regional da Educação, Jorge Carvalho, em declarações à RTP-M. A diferença relativamente ao anunciado pelo ministro é que na Madeira a medida, com aulas gravadas, vai até ao décimo segundo ano.

O primeiro ministro tinha dito que a decisão de reabrir ou não as escolas seria anunciada a 9 de abril e que o limite para recomeço das aulas presenciais seria 4 de maio. Mas com esta medida agora avançada, é de crer que as dúvidas governamentais, neste momento, possam prender-se com os décimo, décimo primeiro e décimo segundo anos.