“A Cortina de Soller” em cena no “Baltazar Dias” de 16 a 19 de Janeiro

O espectáculo “A Cortina de Soller”, um concerto encenado que serve de homenagem ao Teatro Municipal e ao arquitecto que o idealizou e projectou, Tomás Augusto Soller, estará em cena entre os dias 16 e 19 de Janeiro. A apresentação oficial foi na sexta-feira, altura em que o director artístico, Norberto Cruz, gradeceu à Câmara Municipal do Funchal a confiança depositada neste projeto.

Também na oportunidade o presidente Miguel Silva Gouveia, referiu que “(…) este Executivo tem se esforçado ao longo dos anos para transmitir confiança aos agentes culturais aqui da nossa região”.

Este é um espetáculo com produção da Câmara Municipal do Funchal e da Associação de Bandolins da Madeira, e o edil aproveitou para explicar que “este Teatro foi um projecto do arquitecto portuense Tomás Augusto Soller, que acabou por não o ver construído, aliás nem assistiu ao lançamento da primeira pedra, faleceu um ano antes. Esta é uma homenagem a ele e todos os que por ele passaram. Esta obra que será aqui criada, apela à memória, e à história, que são dois dos alicerces da nossa identidade”.

“A Cortina de Soller”, parte da visão de Tomás Augusto Soller e congrega várias artes performativas, com a música como elemento central. A ideia fundamental é revelar o teatro como um corpo vivo, muito além da mera concepção de sala de espectáculos; um teatro habitado pelas múltiplas histórias que lhe deram vida, protagonizadas pelas pessoas que ali trabalham e trabalharam, a nível visível ou invisível e onde o público é convidado a fazer parte desse corpo vibrante e misterioso.

O espectáculo estará em cena de 16 a 19 de Janeiro no Teatro Municipal Baltazar Dias. A direcção artística é de Norberto Cruz, a dramaturgia de Marcela Costa e direcção de cena de Catarina Claro, contando com a participação, como convidada, da cantora italiana Maria Tomassi.