Comandante dos Sapadores do Funchal pede voluntários para equipa de combate aos graves incêndios nas Canárias

josé Minas
José Minas pretende “voluntários da CBSF que se disponibilizem para se deslocar às Canárias com missão de combate a incêndios e proteção de pessoas, bens e ambiente, caso os nossos vizinhos assim o solicitem”.

O comandante dos Bombeiros Sapadores do Funchal lançou um apelo público aos voluntários que estejam disponíveis para integrar uma equipa de combate a incêndios e proteção de pessoas , caso as Canárias solicitem no âmbito dos graves incêndios que estão a assolar o arquipélago e que já obrigaram à retirada de 4 mil pessoas. As chamas já entraram no Parque Natural de Tamadaba, considerado um espaço ecológico de excelência da Grá Canária.

Na página dos Sapadores e na sua própria página, José Minas escreve que “face aos graves incêndios florestais que ocorrem no Arquipélago das Canarias, com especial incidência na Ilha de Gran Canária, manifesto a minha solidariedade pessoal e dos nossos bombeiros, para com a população afetada e para com todos aqueles que combatem as chamas”.

Manifesta, também, “o respeito e apoio para com os companheiros bombeiros e demais agentes de proteção civil canarianos, retribuindo o apoio manifestado nos recentes e catastróficos incêndios de 2016 e que afetaram significativamente a Cidade do Funchal”.

E é neste contexto que, pela solidariedade e pelos acordos de cooperação com os arquipélagos da Macaronésia, solicita “voluntários da CBSF que se disponibilizem para se deslocar às Canárias com missão de combate a incêndios e proteção de pessoas, bens e ambiente, caso os nossos vizinhos assim o solicitem, integrados numa missão operacionalizada de acordo com os princípios e normas subjacentes ao apoio internacional e sob a égide do SRPC. Agradeço desde já que respondam para o email bombeiros@cm-funchal.pt caso se solidarizem com os nossos Companheiros Canarianos”.