Escultura marca comemorações dos 600 anos em Machico, Câmara anuncia diversas iniciativas até final do ano

Machico Ricardo Franco
A Câmara de Machico foi a promotora do Baixo-Relevo de homenagem aos 600 anos da Descoberta da Madeira.

Na sequência da apresentação, ontem, de um Baixo-Relevo da autoria do escultor Luís Paixão, no âmbito das comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira, a Câmara Municipal de Machico  revela que “até ao final do próximo ano, tem programadas diversas iniciativas em torno dessa comemoração”.

A escultura é de autoria do escultor Luís Alves Paixão, executada pelo Formador António Guedes e pela Fundição Lage, encontrando-se em frente ao edifício camarário de Machico. A escultura evidencia alguns elementos simbólicos e conceptuais ligados a este momento histórico do achamento da Ilha, no âmbito da celebração dos 600 anos do descobrimento da Madeira, com o desembarque dos navegadores portugueses na Baía de Machico.

Na cerimónia esteve presente o atual executivo da Câmara Municipal de Machico, presidido por Ricardo Franco, assim como o escultor Luís Alves Paixão, o historiador machiquense, Emanuel Gaspar e o secretário Regional da Saúde, Pedro Ramos, como ontem demos conta. A marcar presença na inauguração do Baixo-Relevo estiveram ainda entidades civis, religiosas e militares, assim como o Presidente da Comissão Executiva dos 600 anos, Guilherme Silva.