Obras na Rua Dr. Fernão de Ornelas entram segunda-feira na 4ª fase

Os condutores descem para o acesso ao parque de estacionamento.

Como o Funchal Notícias já tinha anunciado, as obras na Rua Dr. Fernão de Ornelas entram segunda-feira, 25 de março, na 4ª fase, sendo que uma das notas de relevo é que será aberto o troço compreendido entre a Rua do Anadia e a Rua do Ribeirinho de Baixo, mas com entrada em sentido contrário, relativamente ao que acontecia antes naquela rua.

Segundo uma nota hoje enviada pela Autarquia, dando conta do início deste quarta fase, a intervenção irá desenrolar-se no Largo do Phelps e na Rua do Carmo, entre a Rua 31 de Janeiro e a Rua Cooperativa Agrícola do Funchal, proibindo a circulação rodoviária na Rua do Carmo a oeste da Rua das Hortas, Rua do Seminário e na Rua Dr. Fernão de Ornelas, entre a Rua do Carmo e a Rua do Ribeirinho de Baixo, com exceção às viaturas que se dirigem aos parques de estacionamento e às viaturas que realizam operações de carga e descarga. Estas exceções estão autorizadas a circular nos dois sentidos nos arruamentos suprarreferidos, não sendo permitido o estacionamento para além do estritamente necessário às operações em apreço.

Quanto à circulação rodoviária durante esta fase, os condutores poderão aceder à Rua do Ribeirinho de Baixo e ao parque de estacionamento do Centro Comercial Anadia pela Rua Visconde de Anadia, entrando em sentido contrário ao habitual na Rua Dr. Fernão de Ornelas e virando à direita para a Rua do Ribeirinho de Baixo e saindo em direção à Rua do Carmo. Ao chegar à Rua do Carmo o condutor poderá seguir no normal sentido de circulação em direção à Ponte do Carmo ou virar à esquerda em direção à Rua das Hortas.

Devido aos constrangimentos previstos solicita-se que seja evitada a circulação nos arruamentos afetados, utilizando como alternativa a Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, a Rua João de Deus e a Via 25 de Abril.

Na mesma nota, a Câmara do Funchal pede aos condutores “a melhor compreensão e habitual colaboração no cumprimento da sinalização temporária existente no local”.