“Nós, Cidadãos” insiste na necessidade de valorizar as ruínas do forte de São Filipe

O “Nós, Cidadãos” voltou ontem a alertar para a necessidade de valorizar o espaço das ruínas da fortaleza de São Filipe, no Funchal, salientando que já no passado dia 11 de Março solicitou ao Governo Regional que desse valor àquele espaço, uma vez que as ruínas do histórico forte “evidenciavam desde há algum tempo, no seu aspecto, o abandono e degradação a que têm estado sujeitas, em particular com a acumulação de resíduos de diversa espécie e águas estagnadas”.

Ora, o partido diz ter continuado a acompanhar a evolução da situação e ter constatado que as águas acumuladas já foram drenadas, mas que agora “sente-se um odor nauseante nas imediações do espaço referido”.

Por isso, o “Nós, Cidadãos!” salienta que a limpeza dos muitos resíduos que ali estavam depositados – e as águas estagnadas – não deve feita pontualmente, mas sim regularmente, que as ruínas devem ter “o necessário enquadramento e arranjo paisagístico, que signifique a utilização das águas que poderão voltar a ressurgir no local, para a recriação de um pequeno habitat lagunar”, e em terceiro lugar, “não se afigurando oportuno a implementação da sugestão acima referida, o Governo Regional deverá, pelo menos, preencher, com areia e calhau, a depressão onde se acumulam as águas”.