PS denuncia discriminação do Governo Regional às Câmaras socialistas

PS-Convenção Autárquica
O PS critica a posição do Governo relativamente a “autarquias socialistas”.

A deúncia é do  Partido Socialista-Madeira no âmbito da Convenção Autárquica que decorre em Santa Cruz: “O Governo Regional discrimina as autarquias socialistas, ao não assinar contratos-programa com as mesmas”.

Duarte Caldeira, do Gabinete Autárquico do PS-M, lembrou que os contratos-programa estiveram suspensos durante o período do Plano de Ajustamento Económico e Financeiro na Região, mas acrescentou que neste momento o Governo tem todos os poderes para os aplicar e que o faz em «algumas autarquias da sua cor política, deixando completamente de fora as autarquias que são de outras cores, nomeadamente as do PS». «Isto, para nós, é uma clara discriminação. Não é aceitável que as populações dos concelhos onde nós somos poder sejam discriminadas pelo Governo Regional, não olhando para a Região como um todo, mas sim como parcelas onde o PSD exerce poder como sendo as mais importantes e as outras parcelas com pouca importância», criticou Duarte Caldeira.

O dirigente socialista sublinha que esta situação é «muito grave e iremos obviamente lutar para que seja alterado este tipo de comportamento da parte do Governo Regional». O responsável acentua que as autarquias da Ponta do Sol, Porto Moniz, Machico e Funchal têm entregue ao Governo vários pedidos de contrato-programa, os quais têm vindo constantemente a ser negados.

Por outro lado, este membro do Gabinete Autárquico do PS-M destacou a importância da Convenção que se realiza este fim de semana para um partido como o PS, que tem uma grande matriz autárquica na Região. Neste âmbito, hoje o dia será dedicado à parte formativa. «É importante estarmos permanentemente em formação, de modo a cada vez conseguirmos atingir melhor os nossos objetivos, que é uma boa governação nas autarquias, não só onde somos poder, como também onde somos oposição», explicou.