Ana Teresa Pereira edita livro em Londres e verá a obra “Karen” ser adaptada para filme no Brasil

A escritora madeirense Ana Teresa Pereira anunciou que “Karen”, o livro com o qual conquistou o primeiro lugar no prémio “Oceanos” de Literatura no ano transacto, vai ser adaptado para um filme. O anúncio foi feito na página de facebook da autora, na qual reflecte muitas vezes as preferências que caracterizam todo o seu universo pessoal, animado por referências muito particulares do cinema, da arte e da literatura, e onde também expressa com alguma frequência uma sua outra faceta, a militância da causa animal.

De acordo com Ana Teresa Pereira, o filme será realizado pela 3 Tabela Filmes, uma produtora independente brasileira de cinema e televisão. Foi formada pelo realizadorr Eduardo Nunes, e pelas pelas argumentistas e produtoras Ana Pacheco, Izabella Faya e pela produtora Fernanda Reznik. Conforme se pode ler no site da produtora na Internet, a mesma produziu as curtas metragens “Terra!” “Rota de Colisão”, “Truques, Xaropes e outros artigos de confiança”, “Tropel”, “Asfixia”, exibidos e premiados em diversos festivais nacionais e internacionais, incluindo Brasília, Gramado, Berlim e a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, e longas como “Sudoeste”, de Eduardo Nunes, vencedor de mais de 30 prémios nacionais e internacionais, dentre eles três no Festival do Rio 2011, Melhor obra-prima em Havana e Prémio Tarkovsky, na Rússia e “Corda Bamba”, que circulou pelas salas de cinema do país. Isto entre outros documentários, séries, produções juvenis e outras.

A notícia revelada por Ana Teresa Pereira suscitou júbilo entre os amigos da escritora, autora de cerca de duas dezenas de livros caracterizados por um estilo muito peculiar, imediatamente reconhecível, e que se situam algures entre a literatura policial e de mistério e o fantástico, com uma forte componente anglófila.

Ana Teresa Pereira tem conquistado novos leitores no Brasil, para além dos muitos que já seduziu em Portugal ao longo dos anos em que firmou um nome sólido nas letras nacionais. Para tal concorreu o prémio ganho em 2017 em “Terras de Vera Cruz” e a publicação no Brasil de “Karen” (pela editora Todavia) que foi saudada pela imprensa daquele país.

Entretanto, a escritora madeirense vai também ser editada na Grã-Bretanha. “Fugue States” é como se intitula o livro lançado este ano pela “Vanguard Editions”, numa edição limitada de 200 cópias, que apresentará, pela primeira vez em Inglês, traduzido por ela própria, o trabalho literário desta autora nossa conterrânea.

Na quinta-feira, 18 de Outubro, “Fugue States”, que faz uma introdução ao trabalho da escritora desafiando os leitores britânicos a imaginarem “Rebecca”, de Daphne du Maurier, dirigida pelo realizador de cinema David Lynch e “é meio caminho andado”, apresentará a escritora num evento que contará com a própria, que fará uma leitura pública da sua obra. O endereço é no restaurante “The Peckham Pelikan”, 92 Peckham Road, Londres SE15 5PY. A apresentação decorre pelas 19h30.

A aparição de Ana Teresa Pereira neste evento é uma raridade, já que a mesma evita eventos públicos e culturais e vive de modo muito discreto, que alguns classificam mesmo como recluso, embora já tenha concedido diversas (raras) entrevistas.

Quem quiser adquirir uma cópia de “Fugue States” pode contactar a editora pelo endereço electrónico vanguardeditions@gmail.com

Publicar em Inglês, língua de onde lhe vêm tantas referências literárias, era desde há longo tempo uma ambição de Ana Teresa Pereira.