Tribunal de Contas não deteta irregularidades na Conta de 2015 da gestão de Menezes de Oliveira na Câmara do Porto Santo

menezes
O TC homologou a Conta de Gerência da Câmara do Porto Santo, relativa a 12015, ano da gestão de Menezes de Oliveira.

O Tribunal de Contas homologou a Verificação Interna da Conta de Gerência da Câmara Municipal do Porto Santo, relativa ao ano de 2015, dentro do mandato de Filipe Menezes de Oliveira, o anterior líder autárquico alvo de contestação por parte da oposição à época.

Esta decisão do TC foi dada a conhecer esta terça-feira, na reunião de Câmara, facto que deixou o ex-presidente da autarquia e atual vereador socialista “satisfeito”, como faz questão de salientar ao FN, sublinhando que “esta decisão surge na sequência de um conjunto de decisões que demonstram a boa gestão do meu mandato, apesar das acusações, que hoje se revelaram infundadas, sobre o período em que estive à frente da Câmara do Porto Santo”.

Para Menezes de Oliveira, esta decisão do TC “é reveladora da gestão rigorosa, transparente, poupada e de acordo com a lei”, referindo que “aos poucos vai caindo o éu à oposição à altura, que por tudo e por nada encravava a gestão do município no mandato 2013-2017”.

O Tribunal de Contas, na apreciação da Conta de 2015, , revela não ter detetado “qualquer situação susceptível de gerar responsabilidade financeira”.