Ataque à equipa põe Bas Dost fora do jogo da Taça, jogadores terão recusado falar com Bruno de Carvalho, GNR faz detenções

Bas Dost agredido
Imagem da CMTV vendo-se os golpes na cabeça de Bas Dost e o grupo de encapuzados a entrar na Academia.

O avançado do Sporting Bas Dost não vai jogar domingo a final da Taça de Portugal frente ao Aves, desconhecendo-se, para já, quais as consequências do ataque que os jogadores e equipa técnica sofreram, hoje, por um grupo de ditos adeptos dos “leões”, que irromperam, encapuzados, na Academia de Alcochete, agrediram e destruiram o balneário.

Estes acontecimentos estão a ser fortemente criticados um pouco por todo o lado, mas muito por sportinguistas, que acham que esta crise já foi longe demais, muitos mesmo pedem a demissão de Bruno de Carvalho, a quem imputam responsabilidades por esta atitude dos adeptos.

As televisões estão a avançar que há jogadores e mesmo a equipa técnica que estão a ponderar rescisão com justa causa, havendo relatos que dizem que os jogadores recusaram falar com o presidente Bruno de Carvalho.

Vários diretos estão a dar conta de pelo menos cinco pessoas detidas pela GNR, mas as autoridades terão identificado pelo menos 40 pessoas. O grupo terá atuado com paus, ferros e facas, havendo uma imagem de Bas Dost com golpes na cabeça.

Além disso, os jornalistas que no local faziam a cobertura do treino, foram ameaçados e para salvaguardar a sua integridade física, foram forçados a retirar as câmaras do local.

“Quem “orientou” este e outros “gestos” ponha a mão na consciência”. Foi assim que a companheira do guarda redes Rui Patrício, Vera Ribeiro, reagiu nas redes sociais, onde diz que o guarda redes está bem.