Pedro Calado confirma proposta da ENM para o ferry e lamenta “intoxicação” da opinião pública

O navio do ARMAS foi, durante algum tempo, a esperança madeirense no transporte marítimo de passageiros.

O vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado confirmou, esta noite, que houve apenas uma proposta ao concurso público para a linha ferry Madeira/Continente.

O governante confirmou que essa proposta foi apresentada pela Empresa de Navegação Madeirense (ENM) mas não adiantou mais nada porque desconhece, ainda, as informações técnicas da proposta.

Aliás, disse que a tarefa da verificação jurídico-técnica da proposta cabe ao júri do concurso que se irá pronunciar se a mesma preenche as exigências do caderno de encargos.

Pedro Calado desconhece as características técnicas do navio apresentado e se o mesmo será, ou não, afretado ao armador espanhol Naviera Armas.

O vice de Miguel Albuquerque lamentou que, nestas alturas, surjam agentes a “intoxicar” a opinião pública com meias verdades e informações “avulsas” quando o essencial é o Governo Regional dar resposta à pretensão de assegurar a linha ferry ainda que apenas por alguns meses por limitação orçamental (3 milhões de euros).